terça-feira, 30 de junho de 2015

Confiram as mudanças da feira livre de Belo Jardim

A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente - SAMA vem por meio deste informar as mudanças ocorridas nas datas e local da feira livre que acontece no pátio Nivaldo Jatobá: 
Segunda feira dia 6 de julho – acontecerá no lado externo do pátio (Rua);
Sexta feira dia 10 de julho - acontecerá no lado externo do pátio (Rua);
Segunda feira dia 13 de julho - acontecerá no lado externo do pátio (Rua).

Aproveitamos para renovar os votos de estima e consideração.

 “Grandes coisas fez o nosso DEUS por nós e, por isso, estamos alegres”.  (SALMOS 126:3).
A EQUIPE DA SECRETARIA DE AGRICULTURA E MEIO AMBIENTE agradece a oportunidade da divulgação.

Sem mais para o momento subscrevo-me.


Atenciosamente,

José André Costa da Rocha

Secretário de Agricultura e Meio Ambiente (SAMA)


Prefeitura Municipal de Belo Jardim/PE 





Vereadora Patricia com amigos nas festividades juninas em Vila Nova


Na última quarta feira (24) a vereadora Patricia e se esposo Wilson Maciel, estiveram na comunidade de Vila Nova zona rural de Belo Jardim, comemorando as festividades daquela localidade, onde visitaram amigos e participaram das comemorações do distrito.









Lula manda PT peitar oposição com radicalismo

Em reunião de quase quatro horas com deputados e senadores petistas em Brasília, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva cobrou nesta segunda-feira (29) união das bancadas do partido e  reação "coletiva” dos parlamentares aos ataques e críticas da oposição “com o mesmo radicalismo” dos opositores, segundo o relato de líderes do partido.
O encontro desta segunda com parlamentares, em um centro de convenções em Brasília, foi agendado a pedido de Lula, depois do mal-estar gerado na semana passada pelas declarações do ex-presidente de que o partido está “abaixo do volume morto” e que precisava se reinventar. Para evitar vazamentos na reunião desta segunda, deputados e senadores petistas deixaram celulares fora da sala onde ocorreu o encontro.
Questionado sobre como seria, na prática, a reação cobrada por Lula, o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), disse que a orientação é fazer disputa "no nível necessário". "[A orientação é] enfrentar a oposição com o mesmo radicalismo que eles nos enfrentam, fazermos a disputa política no nível que é necessário, para mostrarmos para a sociedade qual é o cerco que eles tentam montar contra o PT, sobretudo na criminalização do PT”, declarou.
O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), explicou que não se trata de ser “mal educados". De acordo com Costa, o partido não contesta “de forma adequada” o que ele chama de “cerco violentíssimo sobre o partido e o governo” feito pela imprensa em conjunto com a oposição.
“Sabemos que a grande mídia, juntamente com a oposição, monta um cerco violentíssimo sobre o nosso partido e o nosso governo e, muitas vezes, nós não fazemos o enfrentamento. Não é enfrentamento de agressão física ou verbal, mas dos argumentos, de forma adequada para vencer o debate político”, afirmou.
Críticas ao partido
Sobre as críticas feitas por Lula ao PT, José Guimarães minimizou o que ele chamou de “força de expressão” e garantiu que se trata de uma “página virada” e que “ninguém conseguirá separar o Lula do PT, nem Lula de Dilma”. “Ele falou: 'Isso foi uma reunião', [sobre] aquela questão do volume morto'. Mas isso é página virada, pensemos o futuro”, disse.

Segundo o líder do PT na Câmara, Sibá Machado (AC), o ex-presidente também pediu mais união das bancadas para alinhar um discurso em defesa do partido. “O que precisa aqui é que o presidente Lula enfatizou na sua fala que é um pacto de uma ação conjunta das bancadas, Câmara e Senado, com o PT, com a estrutura partidária e o diálogo permanente com o governo”, disse.





Farmácia Pague Menos é assaltada no Centro de Belo Jardim

O fato aconteceu na noite desta segunda feira (29), na praça da Conceição Centro de Belo Jardim, segundo informações dois homens encapuzados, anunciaram o assalto tendo que render as vitimas com uma arma branca (FACA PEIXEIRA) onde em seguida os autores levaram todo o dinheiro do caixa e se evadiram do local em seguida. A PM foi acionada mais não ouve até o momento prisão. 





segunda-feira, 29 de junho de 2015

Armando: não vim aos EUA falar de Lava Jato

Se depender do ministro do Desenvolvimento, Armando Monteiro, a Operação Lava Jato e as investigações de corrupção no Brasil estarão fora de sua agenda nos Estados Unidos: "Não vim aqui para falar disso", declarou no sábado à noite em Nova York, poucas horas depois de chegar à cidade com a presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, um dos objetivos da visita é transmitir uma mensagem de confiança no Brasil aos investidores internacionais.

Segundo Monteiro, apesar das dificuldades "conjunturais", as perspectivas do Brasil são positivas. O ministro ressaltou que a recente desvalorização do real aumentou a atratividade dos investimentos no país, ao reduzir os custos em dólares. "Os ativos no Brasil estão baratos e os projetos, também".

Mesmo as investigações de corrupção podem ser apresentadas como um aspecto positivo, defendeu Monteiro. "O importante é que há um ambiente institucional maduro, em que as instituições funcionam e os Poderes são independentes."

A área comercial será uma das mais importantes da visita de Dilma, que se encontrará com o presidente Barack Obama na segunda e na terça-feira. Os dois presidentes devem anunciar a intenção de dobrar o comércio bilateral em dez anos. "É uma meta razoável e desafiadora", disse Monteiro, ressaltando o fato de que a maior parte das exportações para os EUA são de bens manufaturados, e não commodities.

Para isso, devem ser acordadas medidas de facilitação do fluxo de bens entre os dois países, que somou US$ 62 bilhões no ano passado, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento. O valor representa pouco mais de 10% do comércio dos Estados Unidos com a China, que atingiu US$ 590 bilhões em 2014. O fluxo com o México somou US$ 534 bilhões no mesmo período. As exportações brasileiras representam apenas 1,4% das compras totais dos Estados Unidos.


De concreto, devem ser anunciados acordos de harmonização de padrões nos setores de máquinas e equipamentos, têxteis e luminárias, que podem facilitar as vendas entre os países. Haverá ainda avanços na integração de portais únicos, que permitem aos exportadores resolver todos os problemas burocráticos em um único "guichê", sem necessidade de interação com diferentes agências.
Do Estado.






Rui Nunes com o povo em torneio de futebol no sítio Serrinha

No último domingo (28), o líder da Barragem RUI NUNES esteve prestigiando um torneio de futebol na comunidade de Serrinha zona rular de Belo Jardim. Onde 16 equipes estiveram envolvidas no torneio, e claro o amigo do povo esteve apoiando a ideia e em seguida participou, com moradores da localidade de um bom almoço com o tradicional "XERÉM COM GALINHA".











sábado, 27 de junho de 2015

Políticos acusados: “Doações foram declaradas” Tesoureiro da campanha de Dilma em 2014 afirma que verbas da UTC vieram de forma espontânea para a sigla

As autoridades citadas na delação premiada do dono da UTC negaram ter havido irregularidade nas conversas mantidas com Ricardo Pessoa e disseram que as doações foram legais e declaradas.
Por meio de assessoria, Aloizio Mercadante afirmou que todas as contribuições para sua campanha ao governo de São Paulo em 2010 estão registradas na prestação de contas.
O chefe da Casa Civil diz ter recebido o presidente da construtora em sua casa depois de o empresário ter manifestado, segundo ele, o desejo de conhecê-lo em razão da corrida eleitoral. "Não houve omissão de quaisquer valores", afirmou.
Segundo o ministro, o único encontro com Pessoa teve a participação de Emídio de Souza, então coordenador de sua campanha, hoje presidente estadual do PT-SP.
"Posteriormente, a empresa UTC fez uma única contribuição devidamente contabilizada e declarada à Justiça Eleitoral, no valor de R$ 250 mil", conclui o ministro.
A assessoria do ministro Edinho Silva, tesoureiro da campanha de Dilma em 2014, disse que ele esteve com Pessoa três vezes para tratar de doações eleitorais, sendo a primeira quando o empresário esteve no comitê da campanha em Brasília. "O empresário, após o primeiro contato, organizou o fluxo de doações em três parcelas que totalizaram 7,5 milhões de reais."
O ministro, por meio da assessoria, disse que jamais tratou de assuntos relacionados a Petrobras com o empresário. "As doações ocorreram de forma espontânea", afirmou a assessoria de Silva.
O Instituto Lula alega que as declarações sobre contas de campanha cabem ao PT ou ao tesoureiro responsável. Em nota, o PT afirmou que todas as doações ao partido foram legais. O ex-tesoureiro da sigla João Vaccari, que está preso, não se manifestou.
O ex-ministro José Dirceu, em nota, disse que "o contrato com a UTC, assinado em fevereiro de 2012, teve o objetivo de prospecção de negócios para a construtora fora do Brasil, em especial no Peru e na Espanha".
O prefeito Fernando Haddad afirma que as doações de sua campanha foram devidamente declaradas à Justiça.
O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) afirma que a quantia declarada na delação de Pessoa, R$ 200 mil, consta de sua prestação de contas da eleição de 2010. Ele disse ainda que nunca esteve com Pessoa.
O advogado do senador Edison Lobão (PMDB-MA) disse que a informação de que seu cliente teria recebido R$ 1 milhão já foi feita em outra delação e não foi comprovada.
A assessoria do deputado Arthur Lira (PP-AL) informou que todas as doações recebidas por ele foram registradas. A Folha não obteve contato com o senador Benedito de Lira (PP-AL), pai de Arthur, mas ele já disse anteriormente que a doação da UTC foi legal.
O ex-senador Gim Argello (PTB-DF) também negou ilegalidades, assim como os deputados Eduardo da Fonte (PP-PE) e Júlio Delgado (PSB-MG), que é subrelator da CPI da Petrobras.
A Folha não conseguiu falar com o senador Fernando Collor (PTB-AL), com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, com o secretário de saúde da prefeitura de São Paulo, José de Filippi (PT-SP), e com o senador Ciro Nogueira (PP-PI).
Folha de SP-





sexta-feira, 26 de junho de 2015

WhatsApp é utilizado pela polícia como ferramenta à criminalidade em Belo Jardim

As polícias Militar e Civil estão recorrendo ao whatsapp para garantir mais rapidez e eficiência no combate ao crime, em Belo Jardim. Após uma reunião com a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Belo Jardim (CDL) e os comerciantes, realizada na última semana, foram criados grupos no whatsapp para que as informações sobre atitudes suspeitas cheguem rapidamente a polícia."Um dia depois da criação do grupo detivemos duas mulheres grávidas que estavam fazendo pequenos furtos em lojas do centro de Belo Jardim ", destacou o comandante do 15º Batalhão de Polícia Militar, Coronel Jonas Souza.
A estratégia iniciada há três semanas, por enquanto, conta com um grupo no whatsapp, formado por comerciantes das lojas do calçadão e da Praça Nossa Senhora da Conceição. “Outros grupos serão criados com as outras lojas para aumentar ainda mais a segurança”, relata o Coronel Jonas .

A novidade tem recebido a aprovação dos comerciantes como relata o coordenador da loja Mil e Uma Utilidades, Paulo Sergio. “Na semana passada tinha um homem suspeito no calçadão, avisei ao coronel e ele mandou a gente ficar de olho que já estava mandando uma viatura”, contou.

Do BJ1 Por: Mayara Gouveia





NOTA DE FALECIMENTO!


Familiares cumprem o doloroso dever, de comunicar com pesar o falecimento de seu "GABRIEL JOSÉ DE ARAÚJO" o mesmo estava em São Paulo e o corpo poderá chegará em Belo Jardim hoje (26), às 23:00 e o seu sepultamento acontecerá, amanhã às 16:00 no cemitério de Serra do Vento. A família enlutada agradece a todos que comparecerem a este ato de fé e solidariedade, cristã.





Dilma paga caro por ajuste aquém do desejado

A presidente Dilma Rousseff pagou caro politicamente por um ajuste fiscal que ficou aquém do desenhado pela equipe econômica. Como o Congresso suavizou as medidas do governo, o ajuste ficou menor do que imaginara o ministro da Fazenda, Joaquim Levy.
Do ponto de vista econômico, não será suficiente para fechar as contas da União públicas. Ajuda, mas o governo não conseguirá arrecadar ou economizar tudo que desejava.
Apesar disso, do ponto de vista político, o ajuste ficou com fama de ser duro demais, sobretudo em relação aos trabalhadores.
Nesta quinta, o governo teve de aceitar uma nova derrota na economia com a conclusão da votação na Câmara do projeto que reduziu o impacto da desoneração sobre a folha de pagamento das empresass. O setor têxtil também conseguiu redução da alíquota, o que representará menor arrecadação de recursos para o governo.
O projeto ainda será apreciado no Senado, o que deve ocorrer na próxima semana. No entanto, tudo indica que a proposta não deverá ser alterada pelos senadores.
Em resumo, as medidas do ajuste econômico são necessárias, mas insuficientes para fechar as contas públicas neste ano. Por isso, o governo deverá reduzir a meta fiscal de 2015.

Blog do Kennedy




quinta-feira, 25 de junho de 2015

Grupo HM fazem visita a Vila Nova, zona rural de Belo Jardim e participam de almoço e leilão

Na tarde da última quarta-feira (24) O empresário Hélio dos Terrenos e Dr. Maneco estiveram na comunidade de Vila Nova zona rural de Belo Jardim, onde participaram de um almoço e em seguida participaram de um leilão de animais em prol da igreja local, o grupo "HM" já começa a visitar amigos participando de almoços e se preparando para as eleições de 2016. Hélio e Maneco estão dando o que falar nas rodas de fofocas políticas com essa junção que poderá ir longe. Mais lembre-se, Eu Tô de Olho! 








Lider do Governo vereador Jairzinho solicita iluminação para a vila da Barragem e Taboquinha!!!


O líder do governo vereador Jairzinho solicitou a Celpe e a prefeitura municipal de Belo Jardim, a instalação de luminárias na avenida de acesso a vila da barragem e a instalação de postes e iluminação da vila de Taboquinha até a escola municipal do Campo proporcionando mais segurança para os moradores e estudantes daquela localidade,onde ajudará na qualidade de vida de todos.





Impeachment de Dilma: tudo conspira

A prisão do empreiteiro Marcelo Odebrecht e as más notícias na área econômica deram impulso às conversas sobre um eventual impeachment da presidente Dilma Rousseff, ou de alternativas que no mínimo diminuam seu poder. Antes restritas à oposição, e adormecidas nos dois últimos meses, elas agora correm soltas entre parlamentares, ministros e lideranças do PMDB. A informação é de Mônica Bergamo, na sua coluna desta quinta-feira da Folha de S.Paulo.
A prisão de Odebrecht, -- prossegue a colunista --, financiador de campanhas de praticamente todos os partidos e amigo pessoal de diversos políticos, seria um sinal de que Dilma perdeu de vez o que peemedebistas chamam de "controle" da situação: se o empreiteiro foi preso, com argumentos considerados "frágeis", qualquer um no país pode ser detido também, e a qualquer momento. Boa parte dos líderes do partido está sob investigação.
A casa de Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado, virou um dos centros de reunião dos que passaram a defender, depois da prisão de Odebrecht, uma "saída" para a situação, que definem como "grave". As ideias discutidas, no entanto, são consideradas complexas e de difícil viabilização.

O impeachment, por exemplo, não agrada ao presidente do Senado. Ele está em rota de colisão com o vice-presidente Michel Temer, que substituiria Dilma. Outra alternativa ventilada seria a implantação do parlamentarismo no país, sem que Dilma perdesse o mandato, mas, sim, o poder. E uma terceira, a saída da presidente e do vice, com a convocação de eleições, é considerada a mais traumática de todas.



terça-feira, 23 de junho de 2015

NOTA!


O amigo Rui Nunes vem com pesar informar o cancelamento das festividades juninas, que iria acontecer hoje (23), na Vila da Barragem. Onde sua vizinha dona ZEFINHA chegou a falecer, pois, com o respeito á família enlutada, o evento de comemoração acontecerá em uma outra respectiva data.

                                                                                                                                   Rui Nunes.

Tio do Pastel recebe medalha Tiradentes como o vereador mais atuante de Belo Jardim



Nesta segunda dia (22/06) o vereador Josenildo Oliveira da Silva (Tio do Pastel) recebeu pela segunda vez a medalha de ouro do Instituto Tiradentes como o Parlamentar mais atuante de Belo Jardim.

“Agradeço primeiramente a Deus por cada vitória que me tem concedido no dia a dia da vida política e social, a minha família que é a base de tudo, agradeço muito a nossa pequena porém; bastante eficiente equipe que está conosco no dia a dia, ao amigo e parceiro aparecido da L U Reciclagens, aos colegas vereadores, aos secretários(as),ao amigo e prefeito João Mendonça, e a cada amigo e amiga que torce por nós. Deixo aqui o meu abraço a cada amigo e amiga que  me confiou lhe representar, tendo a certeza de que a cada dia que passa estamos mais firmes e forte na busca por melhorias por Belo Jardim. Muito Obrigado meu Deus por tudo”!!! (Tio do Pastel)
Jardim do Agreste.







Armando lança o Plano Nacional de Exportações

O ministro Armando Monteiro Neto (PTB), do Desenvolvimento Econômico, lança nesta quarta-feira o Plano Nacional de Exportações (PNE), no Palácio do Planalto, com a presença da presidente Dilma.
Elaborado com a participação de exportadores e setores do governo, o PNE é um dos caminhos para se retomar o crescimento da economia, e a presidente está dando muita atenção ao plano. O PNE favorece setores da economia pernambucana como a fruticultura e o gesso.
Armando Neto também acompanha a presidente Dilma na visita aos Estados Unidos, na próxima semana. Um dos objetivos da viagem é o incremento das relações comerciais entre o Brasil e os EUA. No início do governo, o ministro foi àquele país com o objetivo de aumentar as exportações brasileiras para o mercado norte-americano.




Postagens populares