quarta-feira, 10 de junho de 2015

Investigada deu R$ 3 milhões ao Instituto Lula

Registros de contabilidade da Camargo Corrêa informam que, entre 2011 e 2013, a empreiteira doou R$ 3 milhões ao Instituto Lula, entidade comandada pelo ex-presidente da República, e repassou R$ 1,5 milhão para a empresa de palestras do petista, a L.I.L.S. Palestras Eventos e Publicidade.
Os dados foram obtidos em perícia da Polícia Federal nos livros da construtora, em uma das apurações da Operação Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção na Petrobras.
A análise da contabilidade da Camargo alcançou registros de 2008 a 2013. O material foi copiado dos computadores da empresa em ação de busca e apreensão realizada pela PF no ano passado.
Segundo o laudo, o Instituto Lula recebeu três doações da Camargo de R$ 1 milhão cada, em 2011, 2012 e 2013. A data de um dos repasses, 2 de julho de 2012, coincide com o dia de registro de uma das contribuições da construtora ao diretório nacional do PT, de R$ 1 milhão.
A firma de palestras de Lula também obteve três pagamentos no período: R$ 337 mil em 2011, R$ 815 mil em 2012, R$ 375 mil em 2013. Lula, seu instituto e a L.I.L.S. não são investigados na Lava Jato.
A empresa de consultoria do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu (PT), suspeita de receber propina de empreiteiras envolvidas na Lava Jato, é citada no laudo como recebedora de R$ 900 mil da Camargo Corrêa em 2010 e 2011.
Esse valor corresponde ao montante já apurado em perícia feita nas contas da empresa do ex-ministro.
O laudo também apontou que, entre 2008 e 2013, a construtora registrou doações a partidos e políticos no valor de cerca de R$ 184 milhões.
OUTRO LADO
O Instituto Lula e empreiteira Camargo Corrêa afirmaram que as doações da construtora tiveram como objetivo dar apoio institucional à entidade comandada pelo ex-presidente da República.
As doações, diz o instituto, estão em conformidade com a finalidade da organização: estudo de políticas públicas para a erradicação da pobreza e da fome no mundo.
Sobre a empresa de palestras de Lula, a assessoria do ex-presidente informou que os três pagamentos da Camargo foram referentes a quatro conferências feitas pelo petista. Todas formalizadas em contratos, ressaltou.
A Camargo afirmou que as contribuições que deu ao instituto foram apoio institucional. Já os pagamentos à empresa de palestras foram "patrocínios" a conferências de Lula no exterior. 
Previous Post
Next Post

About Author

0 comentários:

O nosso Blog agradece a sua participação, mas não responsabiliza-se por qualquer comentário dos participantes. Todos os comentários serão moderados antes de aparecerem nas postagens. Use o bom senso.

Comente a postagem acima.

Postagens populares