sábado, 18 de julho de 2015

A tática preventiva de Sílvio Costa

A avaliação é de Denise Rothenburg, hoje, na sua coluna do Correio Braziliense:
A atitude de Sílvio Costa (PSC-PE) ao pedir que Eduardo Cunha se afaste da presidência da Câmara tem um quê de preventivo: a ideia é começar a martelar que o peemedebista perdeu a independência para levar adiante um processo de impeachment. Por mais que ninguém no governo fale a esse respeito e diga que não há clima para isso, estão todos se precavendo para não serem pegos de surpresa se a crise seguir por esse caminho.

A oposição não pretende nem abraçar nem jogar Eduardo Cunha às feras. Vai esperar para deixar que a base governista se engalfinhe. E, lá na frente, se for o caso, recolher os feridos que sobreviverem. O PSDB, por exemplo, não fez, até aqui, nenhum gesto de solidariedade a Cunha. A ordem dos tucanos é ficar ao lado da sociedade, que atira PT e PMDB na mesma vala.




Previous Post
Next Post

About Author

0 comentários:

O nosso Blog agradece a sua participação, mas não responsabiliza-se por qualquer comentário dos participantes. Todos os comentários serão moderados antes de aparecerem nas postagens. Use o bom senso.

Comente a postagem acima.

Postagens populares