quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Em baixa, Dilma é refém do Congresso

A pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (6), que mostra Dilma Rousseff como o presidente mais impopular em 25 anos, reflete os efeitos da crise na economia e do escândalo de corrupção envolvendo a Petrobras. Essa é a avaliação feita dentro do Palácio do Planalto depois de uma análise de alguns dos auxiliares da presidente sobre os números.
O resultado desse levantamento é semelhante a números de pesquisas de outros institutos a que o governo teve acesso desde junho.
A percepção no governo é que Dilma perdeu até mesmo aquele "colchão de popularidade" que havia nas camadas de menor renda e no Nordeste, região que garantiu sua reeleição em 2014.
Segundo a pesquisa, Dilma aparece com 71% de ruim e péssimo e apenas 8% de ótimo e bom. No Nordeste, o índice ruim e péssimo é de 66%, o que impressionou interlocutores da presidente.
Outro item que preocupou o governo foi o fato de que dois terços dos entrevistados (66%) acham que o Congresso deveria abrir processo de impeachment contra Dilma.

"Com impopularidade recorde, a presidente ficará ainda mais fragilizada diante de sua base aliada no Congresso Nacional. Uma coisa é você ter um governo forte com capacidade de comandar o processo politico. Outra coisa é um governante nesta situação em que está refém do Congresso", reconheceu um interlocutor da presidente Dilma ao Blog.




Previous Post
Next Post

About Author

0 comentários:

O nosso Blog agradece a sua participação, mas não responsabiliza-se por qualquer comentário dos participantes. Todos os comentários serão moderados antes de aparecerem nas postagens. Use o bom senso.

Comente a postagem acima.

Postagens populares