segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Secretário de Cultura de Belo Jardim Nilton Senhorinho expressa sua opinião, sobre a retirada de água da barragem de Tabocas!



Quero falar um pouco sobre essa retirada de água da Barragem de Tabocas:

Na Roma antiga, o famoso orador senador Marco Túlio Cícero cunhou a célebre frase "à mulher de César não basta ser honesta: tem de parecê-lo". Até hoje a expressão serve para exemplificar certas atitudes.
Todos sabemos que a seca pela qual estamos passando atinge não apenas Belo Jardim, mas também outras cidades abastecidas por nossas barragens, como é o caso de São Bento do Una. Não podemos, e não devemos, querer reservar a água só para a nossa cidade pois, além de outros aspectos negativos, seria desumana tal pretensão.
Havemos, porém, de questionar o efeito político-midiático que está sendo dado à chamada “Caravana da Água e Alegria”, capitaneada pela administração são-bentense, e que teve mais uma edição no dia de hoje.
A retirada de milhares de metros cúbicos de água da barragem de Tabocas para o abastecimento de barreiros na zona rural daquele município merece alguns esclarecimentos para que a população de Belo Jardim não se inquiete a ponto de interditar a PE 160, impedindo que essa ‘caravana’ continue a retirada das águas:
1- Por que a retirada de água não acontece na Barragem de Pau Ferro, em Quipapá, que tem hoje 17 milhões de metros cúbicos acumulados, e sim na Barragem de Tabocas, que é 5 vezes menor? Creio que a distância entre as duas, considerando que será muito mais caro para Belo Jardim ir buscar água ali, caso Tabocas venha a secar, não seja a mias razoável.
2- Sabendo que a perda de água através da absorção pelo solo, além da evaporação é muito grande, o ideal não seria que a água retirada de Tabocas fosse armazenada em cisternas, ao invés de barreiros? Isso traria um maior aproveitamento do precioso líquido.
3- Fazer essa propaganda da caravana, mostrando abertamente a promoção política de um grupo, sem explicar às cidades vizinhas, que também dependem dessa mesma água, quem e como estão sendo beneficiados os moradores da zona rural de São Bento do Una, não põe o a ação – que a princípio parece boa – em questionamento?
A água não é só de Belo Jardim. É de todos. E, assim sendo, todos precisamos saber exatamente do que se trata essa caravana que, pelas postagens em redes sociais, é também de clara promoção política.
As populações da região, que também são abastecidas por Belo Jardim, precisam confiar de que a água não está sendo desperdiçada num ação eleitoreira em uma cidade.
Precisamos ter a certeza, também, de que a retirada nessa proporção está sendo feita apenas para atender o consumo humano.
A população se inquieta, se questiona e tende a agir.
A princípio, a ‘Caravana’ tem um bom intuito. Entretanto, é preciso que ela pareça uma boa causa aos olhos do povo. Não apenas de São Bento do Una, mas de todas as cidades vizinhas.

Para que haja o esclarecimento necessário, após ouvir a preocupação de populares, o prefeito João Mendonça determinou aos órgãos municipais que tomem as providências necessárias junto à Compesa, Ministério Público e outros órgãos ambientais para que a retirada de água de Tabocas seja melhor acompanhada e devidamente explicada à população.



Previous Post
Next Post

About Author

0 comentários:

O nosso Blog agradece a sua participação, mas não responsabiliza-se por qualquer comentário dos participantes. Todos os comentários serão moderados antes de aparecerem nas postagens. Use o bom senso.

Comente a postagem acima.

Postagens populares