sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Delegados desmentem ministro sobre verba para PF


O Sindicato dos Delegados de Polícia Federal no Paraná e a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal no Paraná desmentiram a versão do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, sobre a devolução de R$ 3 milhões pela Superintendência da PF no Paraná. Na quarta-feira, o GLOBO mostrou que o juiz Sérgio Moro teve que autorizar o uso de R$ 172 mil recuperados pela Justiça para pagar contas de luz e consertos de carro.

 “Contrariamente ao que foi divulgado pelo ministro da Justiça, não ocorreu a devolução de tal montante e a aceitação dos valores repassados pela Justiça Federal deu-se em face da real necessidade por parte da Polícia Federal no Paraná, vez que o não pagamento das despesas vencidas poderia acarretar prejuízos irreparáveis”, diz a nota assinada pelo presidente do Sindicato, Algacir Mikalovski e por Jorge Luiz Fayd Nazário, diretor da associação.


A própria Polícia Federal (PF) em Brasília reconhece que o total devolvido pela superintendência paranaense ao Tesouro foi de R$ 1,4 milhão, metade do que foi dito pelo ministro Cardozo. Ao ser questionado sobre a diferença entre os valores, o Ministério da Justiça afirmou que o ministro tinha falado em um valor aproximado.








Previous Post
Next Post

About Author

0 comentários:

O nosso Blog agradece a sua participação, mas não responsabiliza-se por qualquer comentário dos participantes. Todos os comentários serão moderados antes de aparecerem nas postagens. Use o bom senso.

Comente a postagem acima.

Postagens populares