quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Cassação de Cunha será votada em 12 de setembro


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, decidiu votar em 12 de setembro a cassação do mandato do ex-presidente da Casa Eduardo Cunha. O início da sessão será as 10 horas.

A data foi definida por Maia em função das prioridades legislativas do governo, como a votação do Pré-sal, as dificuldades de quorum, por causa da campanha eleitoral, e a viagem de Temer à China.

As razões para a escolha da data:

1) Na semana de 15 a 19 de agosto será difícil obter quórum. Os deputados terão como foco o início da campanha eleitoral nos municípios.

2) Na semana de 22 a 26 de agosto a prioidade é votar o projeto do Pré-sal. O presidente da Petrobras, Pedro Parente, quer urgência.

3) Na semana de 29 de agosto a 2 de setembro, Rodrigo Maia assumirá a presidência da República devido a viagem à China do presidente interino, Michel Temer. Os líderes governistas também farão um esforço para votar Medidas Provisórias.

4) Na semana de 5 a 9 de setembro não haverá quórum por conta do feriado do Dia da Independência do Brasil, 7 de setembro, na quarta-feira.


5) Rodrigo e os líderes combinaram que no período da campanha as votações serão feitas nas segundas e terças-feiras. Em função disso a opção foi pela data de 12 de setembro. Um integrante da Mesa da Câmara ironizou: "Não vamos votar no dia 13, número do PT".





Previous Post
Next Post

About Author

0 comentários:

O nosso Blog agradece a sua participação, mas não responsabiliza-se por qualquer comentário dos participantes. Todos os comentários serão moderados antes de aparecerem nas postagens. Use o bom senso.

Comente a postagem acima.

Postagens populares