quarta-feira, 26 de julho de 2017

TENTAM DESVIRTUAR OS FATOS, CONFORME A PRÓPRIA CONVENIÊNCIA.


Ao contrário do que busca se propagar, os Vereadores CLAUDEMIR PAULINO, JOSÉ PEREIRA, NILTON SENHORINHO e WILSON MACIEL, promoveram pleito em prol da manutenção dos contratos existentes, respeitando-se a vigência, ou seja, conforme a data indicada em contrato, e não até a realização de concurso público como pregam.
O próprio documento que circula nas redes sociais demonstra isso, basta a leitura e a compreensão dela.
Sabe-se que, independentemente de período eleitoral e de esfera administrativa, os contratos devem ser respeitados segundo suas cláusulas e vigência, simples assim.
O que deve-se analisar, neste momento, é a conveniência da crítica de alguns que maculam o pleito dos vereadores afirmando que agem com propósito partidário, mas deixam claro que a intenção de rebater o pleito nada mais é do que buscar cumprir as promessas de campanha com cabides de emprego, e para tanto, necessário se faz proceder com demissões.
É correto?
O falso moralismo e a conveniência perpassam nos discurso sem qualquer cerimônia.
Qual o propósito de se lutar por demissões? Contratação conforme a conveniência, ou não?!
Certamente, o Ministério Público estará atento a isso. Os "defensores da probidade municipal" também estarão?
Nós, Vereadores, temos essa liberdade e obrigação, e é esperado o embate nesse momento, quando tantos encontram-se aguardando ansiosos por vagas na nova Era Cecílio Galvão!















Previous Post
Next Post

About Author

0 comentários:

O nosso Blog agradece a sua participação, mas não responsabiliza-se por qualquer comentário dos participantes. Todos os comentários serão moderados antes de aparecerem nas postagens. Use o bom senso.

Comente a postagem acima.

Postagens populares